PROJETO "SE LIGA" INICIA ATIVIDADES BENEFICIANDO 3527 PESSOAS

A Liga Gonçalense de Desportos (LGD) e a Prefeitura Municipal de São Gonçalo, através das secretarias de Esporte, Lazer e Turismo, Educação e Saúde, iniciaram hoje (dia 30) , às 11h, no ginásio poliesportivo do Tamoio Futebol Clube, o projeto “SE LIGA”, que abrangerá várias comunidades do município. O projeto atenderá pessoas de diversas faixas etárias num total de 18 modalidades esportivas.

Com 3.527 pessoas inscritas, o projeto tem por objetivo, em primeiro lugar, oferecer uma prática esportiva de acordo com a necessidade de cada um. Em seguida, em médio prazo, desenvolver as potencialidades de cada indivíduo na tentativa de arregimentar novos valores para o esporte gonçalense. Segundo o coordenador do projeto, José Antônio Ferreira Machado, secretário de Esporte, Lazer e Turismo e presidente da Liga Gonçalense Desportos, a idéia surgiu de acordo com as visitas realizadas nas áreas mais carentes do município. “Isso não é uma idéia recente. No ano passado tentamos realizar parceria com a Secretaria Nacional de Esporte, na época comandada por Lars Grael, através do Projeto Esporte Solidário, que estava sendo realizado na Fazenda Colubandê, mas não logramos  êxito”, informou José Antônio.

Toda insatisfação do secretário tem um motivo. Além de não atender o pedido de apoio,o secretário Nacional de Esporte, convidou  a Fundação Machado de Assis, uma entidade de Minas Gerais,para gerenciar o projeto desenvolvido em São Gonçalo. Para o secretário, o resultado não poderia ser outro, a não ser a frustração de seus organizadores. “Eles tinham como objetivo atender 1.500 crianças, mas apenas 350 compareceram ao local. Isso serviu de lição para todos nós. E nos remeteu a um vôo mais alto”, sintetizou José Antônio.

De acordo com ele, a maior preocupação do governo municipal está na melhoria da qualidade de vida e, principalmente, com a segurança dos gonçalenses. “Entendemos que a educação é o melhor caminho e o esporte é o veículo que encurta essa distância. Tudo que fazemos pela criança hoje é o que deveria ter sido feito ontem”, disse o secretário. Segundo ele, o projeto ‘SE LIGA’ foi desenvolvido para atender a todas as pessoas acima de 5 anos de idade.  Mais de 3.500 compareceram para se inscrever no projeto. A natação foi o esporte mais procurado, com 1.148 inscritos. Em segundo ficou a lambaeróbica, com 356 participantes. Em terceiro ficou a hidroginástica, com 344. O futebol foi a quarta modalidade mais procurada, com 303 inscritos. O Jiu-Jitsu também teve boa aceitação, com 166 alunos. “A violência começa na família, pois a sociedade não se organizou para combater o mal. Ninguém vira bandido porque quer. É uma questão de oportunidade que muitos não tiveram. Dê uma bola para uma criança e ela saberá o que fazer. Agora, dê uma arma e ela terá que aprender a usá-la”, sentenciou José Antônio.

Texto: Paulo Costa de Jesus